julho 20, 2010

Quando passar o sol que não passa


Para José Saramago

Ele não virá para hoje à noite,
Para nem mais uma palavra sua voz depois;
Só um tanto de lacuna no que silencia ficamos cá.
Talvez ele esteja guardado dentro do sol que passou,
Mantido sob o eterno calor do fogo de suas frases,
E de tanto sol que é, que foi, ficou, assim, à luz, suspenso...
Não mais anoitecerá conosco para só ir.
Talvez esteja aqui a dizer e não sintamos,
Ou certamente na revelação dos segredos, não ouvimos,
Que a descompasso da alma é ruidoso, não vemos,
Que o muro do mundo é alto, não vamos.

Hoje mais do que antes somos cegos,
Estamos de solidão em guarda, 
Um corpo solto dentro da roupa que não cabe,
Pois ele não virá para a distância da noite.
Então mais noite haverá que nos escureça ser,
Sem o tamanho do seu sol de manhã sempre,
E sem que se colha um mar para tão profundo existir.
Ergamos, pois, a tenda para que o escuro não entre,
Que doer assim nos mantém mais órfãos do que fôramos.
Cuidemos dos barcos e dos ventos,
Que sem o calor de suas palavras, 
Talvez faça mais frio viver,
E torne-se mais longe chegar...

Não, ele não nunca mais virá para hoje à noite;
Só escurece indo...
Mas desconfio de que haja um só lugar
Que não tenha ficado mais sol
Após sua passagem.

Ricardo Fabião (Junho - 2010)

Na imagem: José Saramago em 1996
Fotografado por Sebastião Salgado

7 comentários:

  1. Grande homenagem, Ricardo! Que brilhe intensamente até que possa iluminar toda escuridão.

    ResponderExcluir
  2. A grandeza de Saramago enaltecida pelas suas letras, amigo, toma mais tamanho ainda.
    Feliz dia do amigo.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. A luz de palavras sábias não tem fim!

    Belíssima homenagem, poeta querido!

    Beijo grande,
    Ane

    ResponderExcluir
  4. Saramago merece palavras assim.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Saramago a esta hora está a sorrir, amigo, graças a ti... abs

    ResponderExcluir
  6. Que linda...sua homenagem a esse grande homem...Saramago...
    Está tudo...lindo...as suas palavras...e a bela foto de Sebastião Salgado...
    Adorei as curvas das suas palavras...
    beijos
    Leca

    ResponderExcluir
  7. Gostei bastante da homenagem. Pra mim, a porta de entrada aqui em teu blog. Voltarei.

    Faço antes de ir um convite: visite-me, se quiser no...
    www.espacointertextual.blogspot.com

    Abraço e até um dia.

    ResponderExcluir