agosto 06, 2009

Ciranda (poema)


Seguindo as palavras de ir
É que encontramos as palavras de volta
Elas, estacionadas de muitas caras,
Sobre o indo-e-voltando-sempre do tempo...
Quem muda de lugar é o homem

Ricardo Fabião (Novembro, 2008)

Nenhum comentário:

Postar um comentário