julho 09, 2009

Quadrado imperfeito (poema)

Há na palavra torta do texto
Dez portas de outras palavras
Quase mortas de quem vê-las
Quase vivas de não sê-las
Tão palavras de si mesmas
Mesmo soma de outros cantos
Vezes tantos de olhos prontos
Quando cruzam de outras montas
Buscam noutras frases pontos
Dentro textos que se partem
No afora de uma sorte
Como aporte de um agora
Indo mais palavras fora
De encaixar palavras dentro
Vão colher dez vãos de porta
Noutras partes vãs do quase
Tomar grãos de mais palavras
Sobre cortes de outra ponta
Sempre tontos de outras partes
Para que se faça o todo
De outros vãos de uma palavra
E não ser apenas uma
Ser estrada para muitas
Tudo porto de outras fontes
Não ser tudo de estar tanta
Nem viver palavra só

Ricardo Fabião (Julho, 2009)



Após publicar o poema, saí pela net
em busca de outros "quadrados imperfeitos"
e achei interessante este que está acima.
Chama-se "Quadrado imperfeito", e foi extraída da página:
http://www.flickr.com/photos/bandeirolascarioca/727996854/

Nenhum comentário:

Postar um comentário